Certificações

Para a AMAGGI, as certificações são uma ferramenta que atesta seu compromisso com a produção responsável, garantindo o atendimento a critérios socioambientais e de qualidade, tanto nos processos internos como em sua cadeia produtiva. As certificações socioambientais já são bastante adotadas no mercado da soja, constituindo um importante instrumento de gestão das boas práticas agrícolas, da conservação dos recursos naturais e da qualidade de vida dos colaboradores e das comunidades envolvidas.



Certificações socioambientais

ISO14001

Em 2007, a AMAGGI teve sua primeira unidade operacional certificada pela ISO 14001, norma internacional que estabelece requisitos de planejamento, implantação e operação para sistemas de gestão ambiental. Hoje, a companhia conta com a certificação em 22 unidades, entre fazendas, armazéns, fábricas, portos e escritórios. As unidades que não contam com a ISO 14001 também têm o mesmo sistema de gestão ambiental implantado e passam anualmente por auditorias internas de verificação de conformidade.

As notas das auditorias internas das unidades da AMAGGI, certificadas e não certificadas, impactam o cálculo do bônus anual dos gerentes e diretores da companhia, o que revela o compromisso da Alta Direção com a gestão ambiental.

ProTerra Standard

O selo ProTerra Standard garante que o produto certificado cumpre requisitos ambientais e sociais, e que não é organismo geneticamente modificado (OGM). As auditorias realizadas para a certificação verificam se a produção é realizada de maneira sustentável, respeitando os direitos humanos e as legislações, e aplicam controles de qualidade, a fim de garantir que o grão não é transgênico, em toda a cadeia de produção – cultivo, manuseio e transporte. Elas são realizadas nas fazendas, armazéns, portos e fábricas. (Saiba mais no capítulo Promoção da agricultura sustentável)

Round Table on Responsible Soy (RTRS)

A AMAGGI foi a primeira empresa certificada pela RTRS, organização da sociedade civil que envolve os principais representantes da cadeia de valor da soja de todo o mundo, desde produtores, indústria e mercado consumidor até governos, ONG e associações. Estão no escopo 16 armazéns; 5 terminais portuários: Terminal de Grãos do Guarujá, Complexo Miritituba-Barcarena, além de 1 em Itacoatiara e 2 em Porto Velho; e 2 esmagadoras de soja, em Lucas do Rio Verde e Itacoatiara. (Saiba mais no capítulo Promoção da Agricultura Sustentável na Cadeia de Grãos)

International Sustainability & Carbon Certification (ISCC)

Algumas unidades da AMAGGI contam com a certificação da International Sustainability & Carbon Certification (ISCC), sistema desenvolvido principalmente para atender às exigências da União Europeia em sua diretriz de energia renovável. O certificado abrange todo o processo de produção – cultivo, transporte e processamento –, exigindo o uso sustentável da terra, a proteção do ambiente natural e o gerenciamento dos gases de efeito estufa. O escopo em 2016 envolveu as fazendas Tucunaré e Água Quente, além dos portos de Porto Velho e Itacoatiara, e da esmagadora de Itacoatiara. (Saiba mais no capítulo Promoção da Agricultura Sustentável na Cadeia de Grãos)

AMAGGI Responsible Soy Standard (A.R.S.)
Além de ser pioneira no atendimento às mais importantes normas internacionais de produção de soja sustentável, em 2016 a AMAGGI lançou seu próprio padrão de certificação, o A.R.S. Voltada para a sustentabilidade na cadeia produtiva, a iniciativa visa a atender também as exigências do mercado europeu, colocando a empresa em posição ainda mais competitiva na comercialização dos grãos. (Saiba mais no capítulo Promoção da Agricultura Sustentável na Cadeia de Grãos)

Certificações de qualidade do produto

Food Safety System Certification 22000

A FSSC 22000 representa uma abordagem abrangente para a gestão de riscos voltada à segurança dos alimentos, em toda a cadeia de fornecimento, desenvolvida tanto para os sistemas de gestão de segurança de alimentos para consumo humano como animal. Reconhecida pelo Global Food Safety Initiative (GFSI), ela é de responsabilidade da Foundation of Food Safety Certification. Inclui os Requisitos do Sistema de Gestão de Segurança Alimentar, de acordo com ISO 22000; Especificações Técnicas para o Programa de Pré-Requisitos (PPR) e requisitos de sistemas adicionais reconhecidos mundialmente.

Good Manufacturing Practices (GMP+)

A certificação Good Manufacturing Practices (GMP+ – Boas Práticas de Fabricação) desenvolveu-se em um esquema de certificação completo, integrando requisitos de gestão de qualidade ISO, Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle (APPCC) e outros elementos.

A GMP+ baseia-se na melhoria contínua, de acordo com o princípio do Ciclo Plan-Do-Check-Act (PDCA). A abordagem de processo envolve a definição e a gestão sistemáticas de processos e suas interações, para alcançar resultados pretendidos de acordo com a política de qualidade e estratégia da organização.

Cert ID Não OGM (Organismo Não Geneticamente Modificado)

A certificação é uma maneira eficiente e prática de garantir o status “não OGM”. Realizada pela Cert ID, é reconhecida globalmente como a principal norma capaz de fornecer às empresas garantias de que os seus produtos não são geneticamente modificados. Por meio de um programa de rastreabilidade (Hard IP), a certificação realiza um criterioso controle de toda a cadeia produtiva, desde a soja comprada no campo até a entrega desses produtos aos clientes.

Kosher

De reconhecimento mundial e considerada sinônimo de controle máximo de qualidade, a certificação Kosher atesta que os produtos fabricados obedecem às normas específicas que regem a dieta judaica ortodoxa.